Quando eu gritar(. . .)

A todo custo eu tentei ficar.
Tem coisas baby que não
Da pra carregar. . .
Bagagem velha que só faz
Volume nas costas!

Desejos eram seus, somente seus
Dos quais apenas você
O alimentava.
Eu era um andarilho que não
Mais saciava das suas migalhas

Quando estamos caminhando
Pelos caminhos hostil
Até um dia de sol e tão sombrio
Quanto às noites sinistras

Eu sou o egoísta que se cansou
De enxugar as lágrimas.
Seu sorriso e de esperança
Porém o meu já não vejo brilho
Algum. . .

Não precise fazer as malas,
Deixei a minha pra você,
Carregue este farto as chave está
A mesa, feche a porta quando for
Sair e conquiste outro andarilho
Para dormi contigo!!!

Anderson B.

direitosreservados

📸 Lee Jeffries

%d blogueiros gostam disto: